domingo, 10 de agosto de 2014

Análise PS3 - BioShock 2

http://psgamespower.blogspot.com/2014/08/analise-ps3-bioshock-2.html
Então desta vez volto com o teste a Bioshock 2, depois de ter escrito o teste ao primeiro, posso dizer que fiquei bastante impressionado com este segundo, com uma história que supera na minha opinião a do primeiro em todos os aspectos.

A jogabilidade foi simplificada nalguns aspectos como por exemplo invés de como em todos os jogos só podemos usar um dos braços de cada vez, como por exemplo utilizamos o braço e mão direita para manusear armas e o braço e mão esquerda para lançar granadas, ou utilizar itens de recuperação ou no caso do Bioshock 1 usamo-lo para dar uso aos plasmids, neste Bioshock não nos precisamos de preocupar em mudar da arma para o plasmid ou do plasmid para a arma (o que podia ser bastante inconveniente nas batalhas contra boss’s ou contra um Big Daddy), neste temos os dois braços no ecrã prontos para a acção, podermos estar a disparar com a machine gun e a lançar alguns raios ao mesmo tempo para ir imobilizando os splicers que vão aparecendo durante o combate é simplesmente espectacular, a nível de grafismo posso dizer que este título ficou ainda mais deslumbrante e sombrio que o primeiro, para quem nunca jogou Bioshock e por acaso compre este o jogo consegue enganar parecer um título de terror.

Agora passando um bocado mais à história, vou fazer como fiz no teste do primeiro, vou revelar um bocado da história mais não muito mais.

Bem para aqueles que ainda desconheçam neste segundo título jogamos como um Big Daddy, ou para ser mais exacto jogamos como o primeiro Big Daddy a ser feito, fazemos parte da linha Alpha, a linha Alpha são os primeiros Big Daddy’s feitos, todos os Big Daddy’s que vemos em Rapture no Bioshock 1 e no 2 foram feitos depois da linha Alpha, os Big Daddy’s da linha Alpha tinham menos protecção, mas eram bastante mais ágeis pois os seus fatos eram menos pesados dai a terem menos protecção, também tinham uma grande diferença, eles não escoltavam Little Sisters diferentes como os actuais Big Daddy’s fazem, era criado um laço entre um Big Daddy e uma Little Sister, esse Big Daddy só protegia essa Little Sister e essa Little Sister só andava com o Big Daddy com o qual tinha sido criado o laço de afecto, de amizade, de amor, o Big Daddy protegia essa Little Sister de tudo, até podia aparecer o Hulk no caminho que esse Big Daddy atirava-se a ele com tudo o que tivesse, e ela via-o como um verdadeiro pai, mas havia um problema com a linha Alpha, se a Little Sister com a qual eles tinham um laço morresse eles entravam em coma, ou ficavam malucos.

O nosso Big Daddy chama-se Delta, foi o primeiro Big Daddy, e criou um laço com uma Little Sister que se chama Eleanor Lamb, ela é filha da Dr.Lamb, as Little Sister são raparigas que estão num orfanato, elas são recolhidas e transformadas naquilo que se pode ver no jogo, a verdadeira questão é como é que raio foi Eleanor Lamb parar a um orfanato, bem para descobrirem vão ter de jogar o jogo (ou ir à wiki do Bioshock), a Dr.Lamb manda em Rapture, depois de Ryan e Fontaine terem sido mortos no primeiro Bioshock (não posso revelar como), a Dr.Lamb governa agora em Rapture, ela pegou em todos os Splicers e criou aquilo a que chama “A Família”, os Splicers já não andam a tentar roubar Adam (pelo menos alguns deles), agora eles acreditam que a Dr.Lamb os vai salvar.

O jogo começa na véspera de ano novo em 1959, estamos a proteger Eleanor Lamb enquanto ela procura por Adam, ela afasta-se de nós e de repente ouvimos um grito, corremos para ver o que é, estão três Splicers a agarrar nela, acabamos com eles e de repente levamos com um Hipnotize lançado pela Dr.Lamb, ai percebemos que ela veio buscar a filha, ela manda-nos pôr de joelhos e assim o fazemos, ela manda-nos tirar o capacete e assim o fazemos, ela dá-nos uma arma e manda-nos suicidar e assim o fazemos e a última coisa que vemos é a Eleanor a correr na nossa direcção a gritar Daddy. A seguir acordamos estatelados no chão, já se passaram alguns anos, não conseguimos perceber o que aconteceu, mas agora somos um Big Daddy diferente, conseguimos pensar e fazer acções por nós próprios, mas mesmo assim queremos encontrar a Eleanor, precisamos da encontrar, em pouco tempo descobrimos que ela está em perigo e temos de a salvar, a cidade já não é a mesma está mais sombria, não irei revelar mais da história o resto fica mistério.

Agora que somos um Big Daddy temos finalmente uma arma que consegue fazer grandes danos, temos uma Broca, temos uma daquelas brocas monstruosas que os Bouncers usam, também adquirimos uma Rivet Gun igual à que as Rosies usam (os Bouncers e as Rosies são outras linhas de Big Daddy’s que foram feitas depois da linha Alpha) também existe uma Machine Gun, esta é uma arma bastante poderosa, é uma das armas mais importantes em todo o jogo, existem mais armas mas não irei revelar, os Plasmids são basicamente os mesmo com a diferença de que as suas formas evoluídas têm poderes novos, temos por exemplo o plasmid que nos permite lançar raios, na sua versão básica faz aquilo que fazia no Bioshock 1, mas na sua segunda versão já não é como no Bioshock 1, no 1 a segunda versão deste plasmid ficava mais poderosa mas no Bioshock 2 não só fica mais poderosa como também pode fazer um disparo mais prolongado e poderoso ou seja ficamos a lançar vários raios durante uns segundos , para isso só temos de carregar e ficar a segurar no botão L2 durante um bocado até o poder ficar todo carregado e de seguida apontar e largar o L2.

Também temos uma câmara que faz uma espécie de vídeos para as nossas pesquisas, isto funciona assim, no primeiro Bioshock tínhamos uma câmara para tirarmos fotos, por exemplo no primeiro tínhamos a câmara e tirávamos fotos aos inimigos e sistemas de vigilância, em cada foto recebíamos XP que contava para aumentar uma das três barras, a barra C, a barra B e a barra A, no final de cada barra ser preenchida ganhávamos extras, como conselhos, ou fazíamos mais danos nesse inimigo ou então ganhávamos um tónico, mas agora no Bioshock 2 temos uma câmara mais avançada, as pesquisas também têm outra maneira, apontamos a câmara a um inimigo e se ele puder ser pesquisado eles ganham um brilho amarelo à sua volta, nós carregamos no botão de acção e a câmara começa a gravar, durante o tempo em que a câmara está a gravar o objectivo é matar o inimigo usando uma das nossas armas ou um dos plasmids, ou então fazendo combinações com várias armas e os vários plasmids que temos, quando eliminamos os inimigos recebemos uma nota, que pode ser nota C, B ou A, essa nota dá nos XP na pesquisa sobre essa espécie de inimigo, podemos ver o progresso da nossa pesquisa carregando no select e indo para a secção de pesquisas, lá podemos ver o progresso da nossa pesquisa e podemos ver qual a nossa recompensa cada vez que atingimos um certo ponto da pesquisa sobre essa espécie, a recompensa para o final de cada uma das pesquisas é um tónico.

Bem não é por acaso que parecemos um mergulhador dentro deste fato, podemos andar debaixo de água, quanto ás versões mais recentes de Big Daddy’s não sei se o conseguem fazer, quanto a nós, vamos ter algumas alturas durante o jogo em que temos de nos movimentar debaixo de água, posso dizer que é bastante impressionante e magnifico estar dentro de água e observar a cidade, observar a vida marinha, mais para o final do jogo também podemos ter a experiencia de controlarmos uma Little Sister, podermos ver Rapture através dos olhos de uma Little Sister e chegamos mesmo a ter a oportunidade de recolher Adam, Rapture através dos olhos de uma Little Sister é um lugar muito feliz, agora percebo o porquê de elas estarem sempre com um sorriso na cara.

Quanto aos troféus, posso dizer que são bastante mais simples de obter que os do Bioshock 1 e que temos alguns troféus do modo online, e os troféus normais do jogos, existem 51 troféus no total a contar com o Platina, há 3 troféus ocultos (eu quero ver se ponho aqui um guia sobre os troféus do Bioshock 1 e 2, especialmente do 2 pois um dos troféus ocultos acho que só mesmo se tivermos muito sentido de humor ou se formos ver na net), 12 troféus online e 35 troféus normais.

Bem não sei o que posso dizer mais, este jogo tem uma banda sonora espectacular, uns gráficos deslumbrante e sombrio como já referi e a jogabilidade é simplesmente uma das melhores que já experimentei num FPS, para quem comprou o Bioshock 1 e gostou eu recomendo este segundo título, posso dizer que vão gostar bastante, para quem é fã e ainda não tem o Bioshock 2, posso dizer que este é um título obrigatório, vão delirar com este jogo.

Parabéns à 2K Games este é sem dúvida um jogo brilhante.

0 comentários:

Enviar um comentário

Recebe a Nossa Newsletter

FantasPT. Com tecnologia do Blogger.
UA-43693560-1