domingo, 10 de agosto de 2014

Análise PS3 - BioShock

http://psgamespower.blogspot.com/2014/08/analise-ps3-bioshock.html
Espectacular, uma experiencia simplesmente fantástica, uma grande história, gráficos fabulosos, e uma jogabilidade engenhosa.

Posso dizer que não me lembro de todos os jogos que joguei até ao momento em que comprei o Bioshock (mais ou menos à uns 10 meses atrás), de ter visto nalgum deles uma inteligência artificial tão bem construída como neste fascinante título da PS3 (lançado primeiro para a Xbox 360 e para o PC), como por exemplo os poderosos e (um bocadinho) aterradores Big Daddy’s que se não tiverem acompanhados de uma Little Sister nem sequer olham para nós, mas se por acaso tivermos o azar de disparar ou de dar uma pancada nem que seja sem querer num deles, meus amigos digo-vos é bom que tenham bastantes munições e medi-kits por que se não, é bom que saibam fugir bem depressa e que também saibam desviar-se das cargas que brutas dos Bouncers ou das pancadas monstruosas das Rosies, também tenho outros exemplos, como os habitantes de Rapture (estejam descansados que eu mais à frente explico o que é Rapture, o que são Big Daddy’s, o que são Little Sisters e tudo o resto que eu referir sobre o jogo como as personagens, locais, etc…) que em algumas ocasiões podemos vê-los a combater entre si, eu pelo que percebi eles combatem por causa de território, seja pelo que for posso dizer que esta é a melhor inteligência artificial que eu alguma vez vi até hoje, talvez só na minha opinião dentro dos jogos que eu possuo rivalizado pelo inFamous.

O que será que hei-de revelar sobre este jogo (como já referi no inicio) espectacular, bem vou revelar um bocado do inicio e o resto bem, fica mistério para aqueles que não possuem o jogo.

Começa tudo num avião em 1960, estamos ali muito bem sentados no nosso banco a viajar quando de repente corre tudo mal, abrimos os olhos e estamos dentro de água vimos à superfície e deparamo-nos com fogo ardente e parte traseira do avião onde seguíamos viajem a afundar lentamente, nadamos para uma espécie de farol, entramos e descemos, vemos uma espécie de cápsula a flutuar, entramos puxamos a alavanca e começamos a submergir e ao vermos uma cidade submarina, ao vermos Rapture, apercebemo-nos que aquilo não era um farol mas sim uma entrada. Ao chegarmos à estação vemos um homem a ser atacado por uma pessoa com ganchos invés de mãos, ela simplesmente rasga o homem, a seguir salta para cima do Batisphere e começa a destrui-lo, quando ela pára contactam-nos pelo rádio que está dentro do Batisphere, um homem chamado Atlas nos dá instruções ao avançar-mos um bocado no jogo, Atlas diz-nos que a sua mulher e filho estão presos numa zona de Rapture e que precisa da nossa ajuda para se voltar a encontrar com eles, nós a partir daí começamos a ajuda-lo, conhecemos outras personagens, outros inimigos e começamos a perceber que isto trata-se de uma guerra entre Fontaine e Ryan pelo controlo de Rapture e que nem tudo o que parece é.

Não irei revelar muito mais sobre o jogo, só posso dizer que esta é uma história cheia de traições, acção, alguns enigmas e vários objectivos que nos vão deixar ocupados durante o jogo inteiro, mas não podemos esquecer os gráficos fabulosos, de uma cidade debaixo de água.

E agora o momento aguardado por aqueles que se perguntam, “mas quem é que afinal é Atlas”, “mas que raio são Big Daddy’s”, “o que é uma Little Sister”, “quem são os habitantes de Rapture”, e eu vou tentar explicar o melhor possível por isso aqui vamos nós:

Fontaine e Ryan, Ryan e Fontaine, Ryan é o fundador de Rapture, é ele que controla a cidade ou controlava até Fontaine aparecer, Fontaine quer ganhar o poder sobre a cidade, quer derrubar, matar Ryan, e ser o novo governante de Rapture, quem irá ganhar no final?

Não posso revelar :D

Os Big Daddy’s eram prisioneiros em Rapture, pessoas que cometiam crimes e iam parar à cadeia, na prisão eram recolhido e utilizados em experiencias para os transformar num Big Daddy’s, eles foram criados para protegerem as Little Sisters durante a sua missão de recolher Adam (posso revelar que no Bioshock 2 nós jogamos como o primeiro Big Daddy, praticamente toda a gente sabe isto) e que são bastante difíceis de matar, mas a recompensa é bem boa.

As Little Sisters são raparigas muito novas que eram órfãs, elas eram recolhidas dos orfanatos e como os Big Daddy’s sofriam experiencias que as transformava em Little Sisters, a sua missão é recolher Adam dos cadáveres em Rapture, elas tratam os Big Daddy’s como se fossem peluches ou bonecos, por exemplo elas tratam os Big Daddy’s por Mr.Bubbles (Senhor Bolhas), aviso-vos já que se virem uma Little Sisters ao pé de um Big Daddy cuidado porque elas ao verem outra pessoa, que não seja um Big Daddy ela vê-o como um inimigo e começa a gritar para o Big Daddy (Big Daddy traduzido é Pai Grande ou Grande Pai) atacar e ele bem como o nome refere vai protege-la como uma filha.

Adam é o um liquido que as Little Sister extraem dos cadáveres em Rapture, é um liquido que é bem viciante, para alguns é como uma droga, o excesso de consumo por parte dos habitantes em Rapture causou deformações nos seus corpos, quanto a nós o Adam serve para comprar tónicos.

Os tónicos são bebidas que servem para nos dar poderes ou habilidades, como por exemplo sermos mais habilidosos a utilizar certas armas ou para reduzir o preço dos produtos nas máquinas de venda, e outros tónicos dão-nos poderes como telekinésis para poder-mos atirar objectos, ou o poder de combustão que nos dá a habilidade de fazer os nossos inimigos pegar fogo ou de derreter gelo.

Nas máquinas de venda podemos adquirir munições, medi-kits ou recarga de plasmids, ou nas máquinas especiais podemos trocar Adam por novos poderes, habilidades ou aumentar a nossa barra de vida ou de plasmids.

Plasmids é o que alimenta os nossos poderes, sempre que utilizamos os poderes como a combustão ou a telekinésis gastamos plasmids.

E agora chegamos finalmente aos habitantes de Rapture, eles eram pessoas, mas ao abusarem do Adam, ao consumirem Adam em demasia ficaram deformados, transformaram-se aberrações bastante agressivas.

Bem espero ter feito uma boa explicação, dei o meu melhor é claro que se encontrar qualquer coisa incorrecta eu altero logo que possa, isto não é tudo o que há para saber sobre Rapture mas, já é suficiente para perceberem alguma coisa.

Este foi um dos jogos que me marcaram, pois tem uma história simplesmente única e emocionante, quanto aos troféus posso afirmar que são um desafio bem dificil de obter, mas bastante recompensador para aqueles que gostam de desafios e mereçe uma pontuação de 9/10.

0 comentários:

Enviar um comentário

Recebe a Nossa Newsletter

FantasPT. Com tecnologia do Blogger.
UA-43693560-1