domingo, 16 de novembro de 2014

Análise PS3 - LEGO Batman 3: Beyond Gotham

http://psgamespower.blogspot.com/2014/11/analise-ps3-lego-batman-3-beyond-gotham.html
Batman faz o seu regresso em formato LEGO, numa aventura que é para mim a melhor que a TT Games proporcionou até hoje. Está uma experiência fenomenal e que excedeu as minhas expectativas, não contava com algo como isto e nem cheguei a pensar que conseguissem fazer algo que superasse o LEGO O Hobbit, mas fui surpreendido.
Durante a minha aventura pelo que é para mim a melhor aventura LEGO que a TT Games me proporcionou até hoje (conseguindo bater o LEGO O Hobbit em tamanho e qualidade e LEGO Star Wars [ambos os da PS2] na experiência em termos de humor e história que tinha sido aquela que até hoje mais me tinha marcado), estava seguro que este seria a primeira vez que iria atribuir uma nota de 10/10, mas infelizmente não deu para tal. A nossa aventura inicia-se em Gotham, mais concretamente nos esgotos da mesma, em que estamos como Batman e Robin a perseguir o Killer Croc, no final disto ele escapa, reunindo-se com outros vilões como Joker, Lex Luthor, Firefly e não só, que planeiam um assalto à Watchtower da Liga da Justiça. No decorrer disto tudo aparece Brainiac, um cyborg com intenções de tornar o planeta Terra numa miniatura para juntar à sua coleção de miniaturas de cidades, para tal ele emboscou e apanhou os lanternas para usar o poder dos seus anéis para encolher a Terra. Para impedir Brainiac de conseguir o seu objetivo, heróis e vilões têm de unir forças para salvar os lanternas e impedir que Brainiac leve a sua avante.
Na nossa aventura iremos passar e de certa maneira explorar vários locais do universo, o planeta Terra em locais como Gotham e París ambas em formato miniatura devido ao Brainiac, os planetas dos lanternas (como Nok ou Ysmault), a Watchtower e não só. Teremos também à disposição para tal de 150 personagens, digo mais, em que constam os fatos que desbloqueamos para ter acesso a outras habilidade, ou as formas Titan de personagem que se transformam, como Bane em que o podemos transformar no brutamontes alimentado ao seu veneno especial, ou o Martian Manhunter que pode mudar para a sua verdadeira forma. Em termos de jogabilidade temos a habitual que já completa a formula LEGO, claro que este se torna o primeiro jogo LEGO que dá um real destaque e significado às personagens de classe Titan, como caminhar e interagir com objetos debaixo de água com o Killer Croc, ou os objetos que só esta classe consegue desfazer, sem esquecer que dá um prazer enorme jogar com elas.
Os níveis têm o tamanho do que podemos encontrar em LEGO O Hobbit, estão basicamente todos divididos em três secções, em que ao avançar-mos para uma nova, é nos dada a possibilidade de gravar e continuar, ou gravar e sair do jogo. Em termos de áudio está tudo fenomenal, os temas que acompanham os níveis, ou certas personagens quando as usamos a voar, como o Superman ou  a Wonder Woman, temos um jogo repleto de humor vindo do Joker e uma aventura que nos leva para locais além do planeta Terra e que podem ser revisitados para exploração usando os portais da Watchtower. Temos muito para explorar e side-quests para fazer, de maneira a obter os Gold LEGO Bricks, personagens, Minikits e não só. Depois aliado a isto temos como já disse 150 personagens repletas de ícones da DC Comics, como Bane, Reverse Flash, Plastic Man, Etrigan e não só, bem como a aparição de celebridades como Conan ‘O’ Brien no papel de continuo da Watchtower. Também temos o Bat-Mite em balões pop-up de ajuda, para nos dar explicações.
Mas levando ao que me mencionei de leve no início, era para ter atribuído o meu primeiro 10/10 mas não vai acontecer, não vou dar essa nota, devido a uma falha grave que o jogo tem, alguns níveis, basicamente foram 2, sofriam de um bug, em que a ação não acontecia corretamente e eu não podia dar o golpe final num bosse, algo que me levou a sair e entrar no jogo 3 vezes até desistir e ter voltado no dia seguinte e ai finalmente deu como deve ser, e num nível não ter conseguido interagir com um objeto de maneira a drenar a sua energia elétrica. Isto é algo que espero que resolvam brevemente, pois é um pouco perturbante estarmos a fazer um nível e dar isto que nos impede de o acabar ou continuar.
Também não me posso esquecer de referir que este é o primeiro jogo LEGO a incorporar um Passe de Época, podem descobrir mais sobre o mesmo aqui.
Se são fãs de LEGO, de Batman, ou dos dois esta é sem dúvida uma derradeira experiência LEGO que não podem perder.


0 comentários:

Enviar um comentário

Recebe a Nossa Newsletter

FantasPT. Com tecnologia do Blogger.
UA-43693560-1