sábado, 17 de janeiro de 2015

Play With Us #1 - Pokémon: Yellow-Pikachu Special Edition

http://psgamespower.blogspot.com/2015/01/play-with-us-pokemon-yellow-pikachu.html
(republicação)
Para dar início à nossa rubrica mensal, decidi ir buscar um jogo que me é muito especial e que se destaca de entre as dezenas de jogos que perfazem a minha colecção.

Pokémon Yellow Pikachu Special Edition...

Ainda me lembro do dia em que o recebi, era muito novo, penso que devia ter os meus 7, ou 8 anos, já nem me lembro bem, foi o meu primeiro jogo Game Boy, que o meu pai me ofereceu juntamente com a minha primeira consola portátil, o Game Boy Color. Escolhi este jogo porque o tenho em especial consideração e porque sou um grande fã dos jogos Pokémon pré-Nintendo DS. Se calhar não estou a ser muito justo pois só experimentei um jogo Pokémon da Nintendo DS e foi durante 5 minutos, mas não gostei da evolução que houve, gosto do estilo, dos gráficos, da jogabilidade e da banda sonora dos antigos do Game Boy, mas voltando ao assunto pois estou a divagar.
Devo dizer que relembrar a minha experiência Pokémon é algo bastante divertido por assim dizer, apesar na altura ter sido um pouco constrangedor, quando joguei das primeiras vezes, não percebia (como é óbvio) patavina de Inglês, dai nunca ter conseguido perceber da primeira vez, que o primeiro objetivo para poder avançar no jogo, era ir ao Poke Mart da cidade Pallet buscar uma encomenda para entregar ao professor Oak. Só sei que depois de ter percebido isto, fartei-me de jogar e rejogar este jogo, existem muitos poucos que me façam passar tudo do início após ter tido tanto trabalho a fazê-lo da vez anterior, mas os jogos Pokémon para Game Boy fazem parte deles, de cada vez que passei este jogo, tentei sempre ir pegar em Pokémons que não usei da vez anterior e treiná-los ao máximo, mas como é óbvio esta edição sempre teve um set de Pokémons favoritos para eu treinar (e muito provavelmente para tantos outros gamers), o Pikachu (ou não seria ela a Pikachu Special Edition), este pequeno ser em semelhança à série de TV anda connosco desde o início do jogo, esta versão do jogo Pokémon, serviu como maneira de aproximar ainda mais os jogos da série de TV, a experiência é basicamente a mesma que na série, mas não igual de todo, o nosso Pokémon inícial é o Pikachu, e como se vê na série, andamos com ele fora de uma pokeball, de maneira nenhuma conseguimos fazê-lo evoluir para um Raichu e não existe mais nenhum no jogo que possa ser capturado, ou seja, temos mesmo de ter à nossa disposição um cabo link e um dos outros jogos Pokémon, o Red, o Blue, o Gold, o Cristal, ou o Silver, para conseguir obter outro Pikachu, ou um Raichu no jogo, ou até mesmo enviar este Pikachu para um destes jogos e fazê-lo evoluir, é claro que ao fazermos isto o jogo perde de certa maneira a sua essência. Também podemos interagir com ele ao virarmo-nos para ele e carregarmos no A, isto faz aparecer por cima do Pikachu um balão tipo BD, que mostra uma pequena animação juntamente com um som do Pikachu para nos mostrar o seu estado emocional, se ele estiver com pouca vida, aparece magoado, se tiver chateado (como é o caso no início do jogo) aparece zangado e se tiver feliz aparece sorridente. Para além desta adição temos também uma hipótese única, podemos obter o Charmander, o Squirtle e o Bulbasaur sem termos de os trocar para o nosso jogo com o cabo link, isto foram tudo novidades desta versão que a tornaram tão única.
Como seria de esperar a famosa Team Rocket, com o Jesse, a James e o Meowth também aparecem para nos complicar a vida. Sempre achei divertido as suas introduções nestes jogos, depois como sempre temos os ginásios, a visita ao SS Anne, a Liga Pokémon e não só. O meu objetivo principal foi sempre apanhar e treinar Pokémons variados de cada vez que iníciava o jogo, posso dizer que treinava sempre muito os mesmos e que começar o jogo de novo era na maior parte das vezes um sacrifício, pois olhar para estas criaturas que já iam bastante avançadas, algumas em nível 100, e tantas outras raras como os Pokémons lendários, Zapdos, Articuno, Moltres, o Mewtwo e outro que irei falar depois, era algo difícil de fazer por um lado, mas recompensador pelo outro pois era sempre divertido recomeçar esta aventura e experimentar outros Pokémons. Isto não será novidade para muitos gamers, mas o outro Pokémon lendário, é o Mew, no Pokémon Blue, Red e Yellow só uma maneira de o apanhar, sendo ela a de não derrotar o treinador Youngster que está na área superior da cidade Cerulean, este é aquele que tem um Slowpoke, a maneira de fazer isto é, no momento em que entramos na mira de um treinador, carregar no Start, e usar o movimento Fly para voar para a cidade Cerulean, depois ir pela ponte Nugget e em direcção ao laboratório do Bill, nesta área encontramos um Youngster que tem um Slowpoke, depois basta vencê-lo e  voar dali para fora, de seguida ir para cima de relva, se não me engano, e o Mew aparece pronto para ser capturado.
As horas que gastei por exemplo a juntar coins em Celadon City para depois trocar por prémios, a decisão sobre que pedra de evolução haveria de dar ao eevee, que também é um dos pokémons que pode ser obtido, os Pokémons que treinei, a escolha sobre qual dos fósseis haveria de levar, tudo decisões que repeti vezes sem conta e que não tomei em tantas outras, e sem esquecer o famoso e cómico Mr.Mime, que sempre me fez rir só de ver a sua alegre imagem no ecrã.
Espero ter-vos levado de volta a um dos jogos que marcaram certamente uma geração de gamers e uma das melhores consolas portáteis que existe até aos dias de hoje.

0 comentários:

Enviar um comentário

Recebe a Nossa Newsletter

FantasPT. Com tecnologia do Blogger.
UA-43693560-1